26 de jul de 2008

Estréia

Nessa minha primeira apresentação, acho interessante trazer algo bem no meu estilo, que faça jus à minha definição de contador de histórias. E aí vai. Espero que seja do agrado de vocês.

Um dia desses estava eu entediado na sala de espera do consultório médico aguardando minha vez de fazer o famoso "check-up". Não tinha nada pra ler a não ser uma "Caras" com Luciana Gimenez na capa. Ou seja, de fato não tinha nada pra ler. Assistir Ana Maria Braga e Louro José definitivamente não me atraía. A posição era desconfortável pro cochilo, então só me restava prestar atenção ao papo de duas mulheres que também esperavam sua vez. Peguei o bonde andando mas aos poucos fui notando que elas falavam sobre remédios de emagrecer e produtos tipo "diet shake", mas eram mulheres razoavelmente em boa forma, pelo menos no meu gosto. O papo era enfadonho, entretanto fiquei com aquilo na cabeça, até que surgiu uma voz masculina, grossa, quebrando o marasmo dos meus pensamentos. Eu tinha sido chamado para a atualização da ficha. Segui a tal voz e me deparei com uma figura caricata(quase ri). Era magrelo e a cara dele vista de perfil parecia uma lua nova, de tão avantajado que era o queixo. Ali minha auto-estima subiu consideravelmente. Subi na balança e assim que ela se estabilizou, pude visualizar o número 60,5. O que aquele número tinha a me dizer, além da reação normal da balança sobre mim? Lembrei daquela conversa chata entre as duas mulheres, somando à minha sensação de bem-estar ao ver um cara que através de sua feiúra elevou minha auto-estima. É esquisito, mas depois da revolução sexual dos anos 60, nossa sociedade ocidental tornou-se cada vez mais competitiva em termos de beleza, alavancando a indústria dos cosméticos e difundindo a “ideologia” das academias de ginástica, ou então a indústria dos músculos e suplementos. E o perigo consiste justamente aí, pois nós homens muitas vezes acabamos tendo obsessão pela massa muscular, podendo acarretar no uso indevido de certas substâncias nocivas, cujos prejuízos podem ser irreversíveis. Quanto às mulheres minha preocupação é ainda maior, já que de um modo geral elas são mais vaidosas que nós, o que provoca um grande sofrimento, que por sua vez as torna escravas da balança. Balança? Olha ela aí outra vez! Afinal, o que aquele 60,5 queria dizer, além da força normal que a balança exercia sobre mim? Acho que nada! Eu, uns 3 sacos de cimento, ou uns 7 cachorros vira-lata não produziríamos um efeito muito diferente na tal da balança. Então pra que dar tanta importância ao número que lá aparece? Será que faz sentido? Eu acho uma tremenda neurose! O que realmente importa é o que a nossa capacidade de avaliação e discernimento diz, e não a indicação de um aparelho. Podemos ter características físicas distintas, como os números medidos pela balança, e nem por isso sermos menos atraentes. Repito, isso quem vai julgar não é um medidor de massa, mas sim nós, seres humanos. E cá entre nós, eu faço isso direitinho. Então, meninas, se quiserem ter a experiência e precisarem de algum apoio afetivo, posso deixar meu endereço, telefone de contato, msn, orkut, afinal, estamos aí.

14 comentários:

Flávio disse...

???????Huahauahauahauhauahauahauahua!!!
É cada figura que a gente traz p/ o Blog!!!
Bem Renan, eu me junto a você e tbm me ofereço p/ deixar o meu número, endereço e até a hora q meus pais saem de casa!XD
Mas agora falando sério...
A obsessão pela beleza é algo no mínimo polêmico. Primeiro vamos acabar com a hipocrisia: a beleza é sim uma necessidade, sempre procuramos o que nos agrada ou nos dá maior conforto visual, mas é claro não é e nem deve ser a única coisa a ser levada em conta.
Agora o interessante e algumas vezes extremamente óbvio é como as pessoas buscam padrões impostos por Deus sabe quem (provavelmente moda, ou sei lá o q!) pois como dizem: a forma buscada pelas mulheres não é a que agrada aos homens e sim uma forma absurdamente magra longe dos padrões gerias masculinos. E o mesmo servem para os homens o corpo musculoso que nós desejamos não é exatamente o que agrada o sexo oposto. Fica aí uma dúvida: seria isso um erro de projeção? Não conseguimos compreender o sexo oposto? Ou os valores impostos pela sociedade são ignorantes e aceitamos tudo de forma acrítica?

Mariana disse...

Que texto foda,huahuahuahuaha.
gostei muito.


gostei da descrição do renan do blog.
eu quero mudar o meu?
posso.
gente, eu mudei!
hauhauauahuah

gostei muito do tema do texto.
caramba,eu, como mulher, posso desabafar sobre o lado feminino.
é terrível isso, porque mesmo vc não dando muita importância aos padrões e/ou a dieta da vez, elas te perseguem. outras mulheres vem e te informam e te avaliam e te pertubam. mas nada que um bloqueio mental não resolva.

o que o Flávio disse é inegável. O belo nos atrái e pronto. Tanto que é preciso de algo mais por trás dele.E posso justificar isso até pela arte (agora eu levo pedrada). Um quadro da Frida fica mais agradável ainda quando eu sei da história dela, da mulher poderosa que ela foi, na minha opinião.

Olha,eu fico imaginando na idade média que a moda era arrancar os cabelos da frente para ter uma testa bonita, pelo menos no caso as mulheres.

Sabe, todos queremos ser bonitos, mas então, pelo menos, vamos ser o bonito que nos caia bem, ser dor desnecessária.

Dor só fazendo tatuagem!



beijos pra vcs meninos do meu coração.

Tati disse...

Concordo com tudo o q disse e realmente acho q devemos sim ter preocupação com a nossa saúde, mas sem entrar em conflito ou paranóia por ñ sermos magros ou bonitos demais, como nos é imposto por essa tal ideologia .
Cada um tem a sua própria beleza e graças a Deus ninguém é "perfeito"!

Qto ao seu telefone de contato e endereço, depois a gente conversa, ok?
rsrsrsrsrsrssrs...(muito bobo né?!)

Roberto disse...

uahuahuhau
Típico texto de Renan, muito divertido de se ler!

michele disse...

Acho que devemos nos preocupar com a beleza sim e com a SAÚDE em primeiro lugar,o importante é respeitar nossos limites e ter em ,mente que cuidar do corpo é apenas um dos fatores que contribuem para o nosso bem estar,é importante buscar qualidade de vida cuidando de todas as áreas de modo equilibrado.As meninas se precisarem cuidar da área sentimental ,o Renan já disse que pode ajudar e a propósito se precisam de produtos de nutrição interna ou externa,eu tenho produtos ótimos e naturais,hehe,é só entrar em contato,peguem meu tel com o Renan...rsrs

Renan,muito bom seu texto,arrasou,vc é demais ,menino!!

Vitor disse...

Seja bem vindo, velho amigo!

É interessante como o nosso pensamento vê os números como mera forma de comparação com algum ideal que ninguém mais sabe qual é. Ignoramos, por hábito, a qualidade. Gostei muito do seu exemplo da balança.

Esse erro é tipicamente o erro dos economistas (também). A economia cresceu x%! E daí? As pessoas estão mais felizes ou mais tristes? Mas qualidade não dá para medir...

Um abraço!

Camila disse...

Renan Renan!

Super engraçadinho logo na estréia. Danado...

Contar histórias...aí está o teatro! Maravilha! Lendo a gente até pensa que é fácil fazer igual.

Adorei!

beijocas (Flávio e Vitor, o mesmo para vcs, amigos!)

Fabiano disse...

Abordagem de um tema atualíssimo, de forma leve, irreverente (como não poderia deixar de ser)... e sem perder o senso crítico! Literatura consciente, que consegue aliar a diversão à reflexão, sempre é bem-vinda nessa correria nossa de cada dia!
Parabéns, meu amigo!

Mari disse...

Krak Renan!! Naum sabia q vc escrevia bem assim naum!!!

Achei mt interessante seu texto, e tb bastante atual, levando em consideração o aumento brutal de casos de anorexia e bulemia aqui no Brasil. O que é bem curioso, pq as brasileiras sempre foram famosas e apreciadas por possuírem um corpo mais desenhado e "avantajado"!!rs

Eu não entrei nessa de querer ser esquelética, pelo contrário! Vivo tentando ganhar peso...e qnd falo isso pra algms pessoas, o povo me olha quase como se eu fosse uma aberração da natureza. Mas acho q as mulheres têm essa fixação por magreza porque hoje é esse o padrão valorizado pelos fashionistas, apesar de não ser o mais valorizado pelos homens no geral. No entanto, as mulheres não se arrumam pra homem nenhum. A opinião de outra mulher é mt mais valorizada, e convenhamos, a gent sabe ser escrota qnd qr!! Nós as vezes somos mt cruéis umas com as outras, qnd surge uma implicanciazinha mínima então... Por isso aqlas mulheres mais inseguras precisam ser magérrimas, moderníssimas e estar sempre maravilhosas para serem "aprovadas" pelo grupo.

Sem hipocrisias, é óbvio q td mundo gosta de ser elogiada e se sentir bonita, mas acredito q cada um deve ser feliz a sua maneira, gordinha ou magrinha ou sarada, contanto q isso não ponha em risco a saúde, que afinal é infinitamente mais importante q beleza.

Daniel Mororó disse...

Fala Renan, excelente texto. Tens todo meu apoio na investida pelo mundo literário. Grande abraço

Monalisa Marques disse...

Aê! Seja bem vindo a este mundo blogueiro, onde fugimos da ditadura da balança até alguém escrever um texto assim. XD

Meu "problema" é um pouco anormal, se comparado aos das outras mulheres. Tudo, tudo, tudo é motivo pra não comer. Da ansiedade à tristeza; aliás, nestes momentos sinto vontade de comer chocolate, mas ele não me engorda, o safado.

Outro dia um amigo disse: "Monalisa, você é sortuda. O sonho de toda mulher é chegar ao manequim 38." Pois é, o meu tb. Só que, no meu caso, pra atingi-lo eu tenho que engordar.

Hahahaha

Mas tudo bem. Não faço esforço pra isso, e tô ao menos no mínimo do meu peso ideal. (Pra 1.73 eu tenho que pesar por volta de 54Kg)

E, sim, existe um peso ideal. Ideal para que não se tenha problemas por falta de nutrição ou por excesso de gordura.
Os músculos são um fator à parte.

Boa sorte para nós. Para que não tenhamos que enfrentar ventos muito intensos. :)

Abraço, rapaz! E seja bem vindo ao mundo blogueiro!!!

Thomás disse...

Pow kra..ficou mtu legal esse seu texto!
mtu original..totalmente diferente do q se ve por ai!!

hum..primeiramente vou dizer q esse negocio de estetica eh totalmente exigido nos dias de hoje..eh soh parar em frente às academias espalhadas por todo o mundo e ver o formigueiro humano q elas se tornaram!nao q eu nunca tenha frequentado uma..mas a tentativa de me apresentar melhor ao mundo adulto fez com que eu "suasse o meu tempo" nakelas maquinas..eh..foi uma transição e tanto!!rs

mas agora q transição acabou penso no q fiz..nao me arrependo..mas tambem nao me vanglorio!!..prefiro ficar perto de pessoas que "malham o cérebro"..como as pessoas desse blog!!

"segundamente" eu qria elogiar a minha namoradona(a mari)..alem de ela escrever mtu bem..ela nao mentiu em nd ao dizer q as mulheres nao se arrumam para os homens(eh..ela nunk me enganou..rsrs)!!ela pode ser magrinha..mas a inteligencia dela eh cativante!!nd melhor do q ter uma pessoa inteligente ao seu lado!..mtu melhor do q uma "mulher cavala"!!

e finalmente..parabens meu amigao!!
21 anos hein!!
e escrevendo desse jeito!!
vai longe esse professor de matematica!!sera q tah fazendo a faculdade errada!?

abraçao kra

Luana F. disse...

O mais engraçado é que essa semana mesmo eu me pesei na farmácia e me achei super gorda.

hahaha

bem legal o texto! ;)

Luana F. disse...

O mais engraçado é que essa semana mesmo eu me pesei na farmácia e me achei super gorda.

hahaha

bem legal o texto! ;)