18 de nov de 2007

Arte?!

Isto é
ou não é
Arte?

Aquele velho
encostado na parede do arranha-céu
dispõe apenas de jornais velhos
e de dois pedaços de papelão
para se proteger do frio.

Aquele menino moreno
joga bolas para o alto
equilibrado nos ombros de outro
não desiste de ganhar suas moedas
- cada sinal vermelho é uma nova esperança.

Aquele vendedor malandro
vende ao turista pelo dobro do preço
tudo que o carioca jamais usou.

Aquele sujeito desempregado
vende honestamente
todo tipo de ácido
para um bando de jovens
ricos e fúteis esquecerem
por uma madrugada
suas vidas medíocres.

Aquela menina
talvez nem 12 anos
vende a alma e a infância
como quem chama um taxi
nas ruas escuras de bairros nobres.

Aquele rapaz de classe média
assiste a tudo impassível
e desvia o olhar
tem vergonha de lembrar.
Quando desabafa
se perguta:
Será que é tudo?
É tudo o que posso fazer?
Um mero teatro... só que de palavras.

(...)

Isto é
ou não é
Arte?

Arte:
do grego,
atividade
adequada
a um fim
- sobreviver

(ou melhor, resistir)