7 de out de 2007

Palavras

Algumas palavras me intrigam profundamente. Como elas conseguem dizer coisas tão diferentes quando só alteramos o seu contexto? É incrível. Na verdade, alguns de seus significados são mutuamente excludentes...
Vou dar alguns exemplos:

Obrigado.
"Obrigado por ter vindo"
"Ele foi obrigado a ir lá"
Se agradecemos a alguém por qualquer coisa, é sinal de que ela não foi obrigada a fazer aquilo. Fez de bom grado (ok, você pode ser um teórico da conspiração e achar que ela teve algum interesse. Mesmo assim, ela fez isso por um ato de vontade). E se você for obrigado a fazer algo, não receberá agradecimentos. Não é estranho?

Mente.
"Ela mente para mim."
"Não consigo entender o que se passa na mente dela"
A mente, símbolo da razão, deveria (ao menos na minha cabeça iluministóide) se relacionar intimamente com a verdade, não com a mentira. Como o verbo da mentira estar contido no mesmo codígo da inteligência humana? Ou será que minto para mim mesmo quando falo que a mente é a verdade, quando ela é de fato a fonte de todas as mentiras?

Hoje foram só esses dois que lembrei. Se quiserem me ajudar, serão bem vindos...
Não se sintam obrigados a fazê-lo, mas direi obrigado se o ajudarem!

11 comentários:

a louca disse...

às vezes eu também me pego pensando nessas palavras... como na nossa língua é tão comum chamar coisas tão diferentes pela mesma palavra. quando eu estava no curso de inglês, isso me veio mais à tona, porque no inglês tem palavra pra tudo! já no português, temos essas palavras, de mil significados diferentes...

não consegui pensar em nada para te ajudar, exceto por manga, que não é dos exemplos mais interessantes, enfim...

sobre o obrigada, às veses me sinto mal dizendo obrigada, porque me vem a palavra obrigação na cabeça, mas eu gosto tanto de agradecer, que já me acostumei. pra desfarçar, falo diminuo a palavra falando apenas "brigada", mas olhe o que acontece, a obrigação vira briga! ai ai!

o jeito é entender que nesse nosso português, as possibilidades são infinitas... e pensando bem, é uma delícia, né?

ah! tem uma palavra que gosto!

((sente))

- pode ser o verdo sentir;
- ou o verbo sentar...

nossa, foi meio forçado, né? haha é que eu gosto muito do verbo senir...

espero que você tenha gostado de ler esse comentário! é sempre tão bom, não é, quando tem um recadinho...

um beijo vitor, e uma boa semana!

a louca disse...

bom, esse foi um recadão! haha

=*

Nat�lia Lumi disse...

Vitor, quanto a palavra "obrigado", só um comentário inútil...
Que eu saiba, o verbo "Obrigar" vem do latim obligo,as,avi,atum,are que seria "ligar por todos os lados, ligar moralmente, estar ligado a alguém ou a algo por um dever" de ob + ligare, relacionado a obligar.
E o adjetivo "obrigado" vem mais ou menos da mesma base, vem do latim de obrigar e tem relação tambem com obligar...
Obrigado = que se sente devedor de um favor, de uma amabilidade; agradecido, grato
Obrigar = tornar (alguém) preso por gratidão ou afeição; tornar grato; tornar submisso;
Bem, foi isso que me disseram quando eu quis saber se eu deveria dizer "obrigada eu" ou "obrigada você" e afirmaram que a primeira opção era a correta, afinal, quem se sente devedor de um favor sou eu, não você, saca? poderia ser a segunda opção de houvesse um "para": "obrigada para você" _ _~~...
Enfim, nada a ver eu falar isso...
(* alias, não surte, Flávio... Eis uma raridade que não se repetirá, só mandei isso como um comentário porque não tem outro jeito de falar com o Vitor... *)

=].. Enfim...
Beijos, meninos (* aham, inclui a Mariana ¬¬ *)... "tá muito legal o blog, beijos/abraços"
E.. amo você, Flávio =PPP

\o\~~

Nat�lia Lumi disse...

"Não é estranho?"
- Pensando bem... Não, não é estranho... =D Bem, só um pouquinho...

Allan Silveira - MG disse...

Realmente as palavras podem confundir e muito o que tentamos dizer.
Abraço Vitor.

Nat�lia Lumi disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Nat�lia Lumi disse...

Alias, só mais um comentário...
Além disso tudo...
a palavra "Obrigado" é só a forma "preguiçosa" de agradecer.. Antes, o certo era "Sinto-me obrigado a agradecer/retribuir"
Tanto é que mulheres dizem "obrigadA" e homens "obrigadO" (* pois a mulher se sente obrigadA a retribuir o favor e o homem obrigadO... *)

Agora fez mais sentido, neh?
(inútil)

. disse...

Não esqueça de que a mente mente. ;)

Mudei de blog. Muda aí o link.
Abraço!

Isaac disse...

Thanksgiving Day, Dia de Ação de Graças na tradução para o português, mais que um tradicional feriado norte-americano de conotação religiosa, é a prova dos diferentes valores que, dependendo da cultura, uma palavra encerra. Enquanto o nosso "obrigado" pressupõe, para os iniciados na malandragem e "jeitinho" brasileiros, um estado de dívida, o estadounidense "thanks" revela um estado de graça. Por trás da nossa exportada imagem de amabilidade se esconde uma solidariedade mercenária, etimologicamente desvelável. Abraço, cara. A atenção que tem dedicado ao meu blog me deixou em estado de graça. Thanks (não sou chegado num estrangeirismo, sou sincero mesmo).

wlado disse...

ae vitor... gostei! só p/ te dizer que deixei uma msg p/ ti no .vitima-do-dualismo no tema sobre a parada gay... valeu!
é a idéia que alimenta o cerebro, é o debate que traz as idéias...

EricaNNa disse...

Tem a palavra "heroína" também. Não sei se chamar a droga assim tem alguma coisa a ver com o outro significado da palavra (feminino de herói), mas não deixa de ser curioso, afinal.